DEBATE EM PORTO NACIONAL

DEBATE EM PORTO NACIONAL
Quem é Quem em Porto

PROPOSTA MESMO FORAM POUCAS...

Nesta quinta feira aconteceu na Camara Municipal de Porto Nacional o primeiro debate dos prefeituráveis. O debate aconteceu de forma tranquila com a moderaçao do Jornalista Cleber Toledo e a equipe da ASPECTO que está organizando debates nas principais cidades do estado. O debate foi aberto pelo Jornalista Salomão - presidente da ASPECTO.
Uma análise elementar do debate dá conta de que uma polarização está acontecendo entre Tereza e Otoniel, os dois trocaram acusações durante o acontecimento. Tereza mostrou-se evasiva em suas respostas, por sua vez Otoniel mostrou que tem traquejo e repetiu as ações que desenvouveu por 8 anos na cidade.
Dr. Merval desistiu mesmo da candidatuta e seu vice - Rolmey acora é o candidato a Prefito ( o filho do Merval agora é seu vice). Pouco preparado, Rolmey limitou-se a mostrar um livreto sobre suas propostas, mas mesmo ao tentar ler o seu livreto tropeçou nas idéias e não soube colocar com clareza quando perguntado sobre ações para o turismo em Porto Nacional. Outro candidato principiante, Eduardo, teve bons momentos no debate, principalmente quando cobrou de gestões anteriores mais clareza com os gastos públicos. Eduardo também lembrou o uso do poder financeiro na campanha como sendo um ponto negativo.
Na verdade o único a falar de propostas "palpáveis" foi o candidato Carlinhos Braga. Carlinhos comentou que pretende organizar a cidade em áreas administrativas com sub-prefeituras, disse também que sua administração deve priorizar 3 grandes eixos: Do Turismo, Da Cidade Universitária e Do Polo de Industrialização. Carlinhos comentou as estratégias para a implantação destes eixos e comentou que a Cultura, a Educação e a saúde são temas transversais que se posicionam de maneira definitivas nos eixos de desenvolvimento.

quarta-feira, 20 de agosto de 2008

Candidatura de Merval Pimenta é indeferida; recurso está em tramitação

O juiz titular da 3ª Zona Eleitoral, com sede em Porto Nacional, Alessandro Hofmann Teixeira Mendes, indeferiu ao julgar procedente ação de impugnação interposta pelo Ministério Público Eleitoral, o registro do candidato a prefeito do município, Merval Pimenta Amorim. Merval teve suas contas rejeitadas pelo Tribunal de Contas da União (TCU) por “irregularidade insanável”. A decisão foi publicada no dia 8.Secretário de Estado da Saúde entre 1989 e 1992, Merval Pimenta teve as suas contas relativas a este período julgadas irregulares pelo TCU. Ao todo, o candidato foi condenado por irregularidade, em decisão definitiva, em três processos. De acordo com a Lei das Inelegibilidades, são inelegíveis "(...) os que tiverem suas contas relativas ao exercício de cargos ou funções públicas rejeitadas por irregularidade insanável e por decisão irrecorrível do órgão competente (...)".Ao indeferir o registro do candidato, o magistrado afirmou que "no caso em análise, mostram-se evidentes os vícios insanáveis das inúmeras irregularidades julgadas pelo Tribunal de Contas da União, já que as condutas realizadas pelo impugnado, sem dúvida nenhuma, trouxeram prejuízo ao erário público e, também, atentaram contra os princípios norteadores da Administração". Merval Pimenta já interpôs recurso contra a decisão junto ao Tribunal Regional Eleitoral do Tocantins (TRE).Ao Portal CT, o candidato disse que está fazendo a sua campanha com tranqüilidade. Ele afirmou que recorreu da decisão levando em consideração outra decisão, do Supremo Tribunal Federal (STF). Ele se refere à liberação pelo STF, no dia 6 de agosto, da candidatura de políticos com "ficha suja”. Por esse motivo, segundo ele, o indeferimento da sua candidatura “não tem valor”. “Os juízes não podem passar por cima de uma decisão dessas”, considerou. (Com informações da Assessoria de Imprensa do TRE) - Fonte: Portal Cleber Toledo

Um comentário:

Anônimo disse...

o que eu estava procurando, obrigado