DEBATE EM PORTO NACIONAL

DEBATE EM PORTO NACIONAL
Quem é Quem em Porto

PROPOSTA MESMO FORAM POUCAS...

Nesta quinta feira aconteceu na Camara Municipal de Porto Nacional o primeiro debate dos prefeituráveis. O debate aconteceu de forma tranquila com a moderaçao do Jornalista Cleber Toledo e a equipe da ASPECTO que está organizando debates nas principais cidades do estado. O debate foi aberto pelo Jornalista Salomão - presidente da ASPECTO.
Uma análise elementar do debate dá conta de que uma polarização está acontecendo entre Tereza e Otoniel, os dois trocaram acusações durante o acontecimento. Tereza mostrou-se evasiva em suas respostas, por sua vez Otoniel mostrou que tem traquejo e repetiu as ações que desenvouveu por 8 anos na cidade.
Dr. Merval desistiu mesmo da candidatuta e seu vice - Rolmey acora é o candidato a Prefito ( o filho do Merval agora é seu vice). Pouco preparado, Rolmey limitou-se a mostrar um livreto sobre suas propostas, mas mesmo ao tentar ler o seu livreto tropeçou nas idéias e não soube colocar com clareza quando perguntado sobre ações para o turismo em Porto Nacional. Outro candidato principiante, Eduardo, teve bons momentos no debate, principalmente quando cobrou de gestões anteriores mais clareza com os gastos públicos. Eduardo também lembrou o uso do poder financeiro na campanha como sendo um ponto negativo.
Na verdade o único a falar de propostas "palpáveis" foi o candidato Carlinhos Braga. Carlinhos comentou que pretende organizar a cidade em áreas administrativas com sub-prefeituras, disse também que sua administração deve priorizar 3 grandes eixos: Do Turismo, Da Cidade Universitária e Do Polo de Industrialização. Carlinhos comentou as estratégias para a implantação destes eixos e comentou que a Cultura, a Educação e a saúde são temas transversais que se posicionam de maneira definitivas nos eixos de desenvolvimento.

domingo, 10 de agosto de 2008

SAIBA MAIS...

TCU condena estado do TO a devolver verbas do SUS (FEV.2008)

O Tribunal de Contas da União (TCU) condenou o Estado do Tocantins e o secretário da saúde MERVAL PIMENTA AMORIN ao pagamento de multa pelo uso indevido dos repasses de verbas federais para o Sistema Único de Saúde (SUS). O Estado foi condenado ao pagamento de multa no valor de R$ 286.626,69 e o ex-secretário em R$ 3 mil. As verbas do repasse federal foram utilizadas indevidamente pela Secretaria Estadual da Saúde (SES) para a compra de quadros, pagamentos de aluguel de máquinas de fotocópia, passagens, diárias, gastos com pessoal e assinaturas de jornais. O ex-secretário Amorim terá 15 dias para comprovar o recolhimento das quantias ao Fundo Nacional de Saúde e ao Tesouro Nacional. Cabe recurso à decisão do TCU. Fonte: Terra

Nenhum comentário: